segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

É um erro tirar-lhe a própria vida!

"Suprimir-se não é a melhor maneira de escapar às provações, aos
sofrimentos, pois, na realidade, depois é ainda muito pior.
Ninguém tem o direito de decidir sobre a sua própria morte, é uma
deserção que se terá de pagar com outros sofrimentos. Não há
lugar no Alto para quem quis ir-se embora, esses não são
recebidos: têm de vaguear nas regiões inferiores do plano astral
tanto tempo quanto o que lhes restava viver na terra.
A atitude daqueles que põem fim aos seus dias revela que há
neles grandes defeitos. Primeiro, são ignorantes, pois não
percebem a razão das provações a que estão sujeitos. Depois, são
orgulhosos, pois pensam que sabem melhor do que o Céu as
condições que mereciam. Finalmente, são fracos, pois não suportam
as dificuldades. Temos, pois, a ignorância, o orgulho e a
fraqueza. E o Céu fica descontente porque eles abandonaram o seu
posto. O Céu não pode estimar aqueles que tomam a decisão de se
suprimir, pois eles colocam-se acima dos Senhores de todos os
destinos e, depois, têm de passar por grandes dificuldades. "

Um comentário:

lu nephesh disse...

A vida é mto importante para ser insignificante

Buscar neste blog