terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

O fogo , a vela e o caminho espiritual

"Vós acendeis uma vela... A sua chama dar-vos-á luz enquanto for
alimentada pela cera que é consumida. Esta combustão é, de certa
forma, um sacrifício. Sem sacrifício não existe luz. O fogo
necessita de alimento e a cera da vela é precisamente esse
alimento. Vós sabeis isso. O que não sabeis é que o ser humano
pode ser comparado a uma vela, pois possui todos os materiais
necessários para alimentar a chama nele. Esses materiais são os
da sua natureza inferior: o egoísmo, a agressividade, a
sensualidade, etc. Ele deve sacrificá-los para alimentar a sua
chama.
O que impede os humanos de fazer esse sacrifício é o medo de
desaparecerem. É certo que algo em nós desaparecerá, mas esse
algo deve desaparecer para que outra coisa, mais pura, mais
luminosa, apareça. Exactamente como a matéria da vela desaparece
para que a luz continue a brilhar. Vós direis que, ao fim de um
certo tempo, nada restará da vela. Sim, mas o homem pode arder
indefinidamente. Uma vez aceso, ele já não pode apagar-se, pois a
sua matéria combustível é inesgotável."

Um comentário:

lu nephesh disse...

olá Satin... muita sabedoria vem daí de dentro...sua essencia como sempre, permanece imutável, ao longo dessses anos.
quem dera muitos jovens fossem como vc, teriamos um mundo melhor... gde abraço

Buscar neste blog